Google+ Followers

ALFABETO

8 de out de 2009

É BOM SER CRIANÇA ( TOQUINHO)


SER CRIANÇA

É bom ser criança,
Ter de todos atenção.
Da mamãe carinho,
Do papai a proteção.
É tão bom se divertir
E não ter que trabalhar.
Só comer, crescer, dormir, brincar.

É bom ser criança,
Isso às vezes nos convém.
Nós temos direitos
Que gente grande não tem.
Só brincar, brincar, brincar,
Sem pensar no boletim.
Bem que isso podia nunca mais ter fim.

É bom ser criança
E não ter que se preocupar Com a conta no banco

Nem com filhos pra criar.
É tão bom não ter que ter
Prestações pra se pagar.
Só comer, crescer, dormir, brincar.

É bom ser criança,
Ter amigos de montão.
Fazer cross saltando,
Tirando as rodas do chão.
Soltar pipas lá no céu,
Deslizar sobre patins.
Bem que isso podia nunca mais ter fim.

24 de set de 2009

DESENHOS PARA COLORIR



PETER PAN

Todas as crianças crescem. Peter Pan não. Ele mora na Terra do Nunca e junto com a fada Sininho foi visitar seus amigos: 

Peter levou-os para conhecer a Terra do Nunca. Com a mágica de sininho eles saíram voando. 
Avistaram o barco pirata, a aldeia dos índios e a morada dos meninos perdidos. O Capitão Gancho viu Peter Pan e seus amigos voando e resolveu atacá-los.

Peter Pan salvou Wendy antes que ela caísse no chão. Os meninos perdidos moravam dentro de uma árvore oca. 

Wendy contou lindas histórias. Ela gostou muito dos meninos. Um dia o Capitão Gancho raptou a Princesa dos índios. 

Mas Peter Pan apareceu para libertá-la.

O Capitão Gancho fugiu e o crocodilo Tic-Tac quase o engoliu.
mas ele escapou. Mas o Capitão Gancho não desistiu. Desta vez capturou os meninos perdidos. Levou-os para o barco pirata, de lá eles seriam jogados no mar. Mas Peter Pan veio salvou seus amigos. Lutou com Gancho e o derrubou.

De volta ao lar, Wendy pediu que Peter Pan ficasse com eles. Peter Pan disse não, ele preferiu a Terra do Nunca, assim ele nunca cresceria e poderia brincar com todas as crianças sempre. 


















21 de set de 2009

A SOCIABILIDADE




A SOCIABILIDADE

     Brincando, a criança desenvolve seu senso de companherismo: jogando com companheiros , aprendendo a conviver, ganhando ou perdendo , procurando entender regras e conseguir uma participação mais satisfatória.
     No jogo a lei não deriva do poder ou da autoridade , mas das regras , portanto, do jogo em si.
    Conhecidas as normas , todos têm as mesmas oportunidades , e participando do jogo a criança aprende a aceitar regras , pois o desafio está, justamente, em saber respeitá-las.
    Esperar sua vez , aceitar o resultado dos dados ou de outro fator de sorte são exelentes exercicíos para lidar com frustaçõe se, ao mesmo tempo, elevar o nível de motivação.
   Nas dramatizações , a criança vive personagens diferentes , alargando assim sua compreensão sobre os relacionamentos humano.
   As relações cognitivas e afetivas , consequentes da interação lúdica, propiciam amadurecimento emocional e vão , pouco a pouco , construindo a sociabilidade infantil.
  Especialmente nos jogos grupais, a interação acontece de maneira mais fácil , pois é estímulada pela necessidade que os elementos de grupo têm de alacançar metas.
Adicionar legenda
  Para extrair resultados mais ricos dessa interação é necessário mudar sempre os elementos de cada grupo.


ESPAÇO DO BRINCAR


O ESPAÇO DO BRINCAR

O brinquedo e os brinquedos são exelentes oportunidades para nutrir a linguagem da crianças.
O contato com os diferentes objetos e diferentes situações estimula também a linguagem interna e o aumento do vocabulário.
O entusiasmo da brincadeira faz com que a linguagem verbal se torne mais fluente e haja maior interesse pelo conhecimento de palavras novas..
A variedade de situações que o brinquedo possibilita pode favorecer a aquisição de novos conceitos .
A participaçao de um adulto , ou criança mais velha , pode enriquecer o processo : a criança faz experiências descobrindo as leias da natureza , o adulto introduz os novos conceitos por ela vivenciados, completando assim a sua integração.

1 de set de 2009

O caderno



Sou eu que vou seguir você
Do primeiro rabisco até o bê-a-bá
Em todos os desenhos
Coloridos vou estar
A casa, a montanha, duas nuvens no céu
E um sol a sorrir no papel
Sou eu que vou ser seu colega
Seus problemas ajudar a resolver
Te acompanhar nas provas bimestrais
Você vai ver
Serei de você confidente fiel
Se seu pranto molhar meu papel
Sou eu que vou ser seu amigo
Vou lhe dar abrigo
Se você quiser
Quando surgirem seus primeiros raios de mulher
A vida se abrirá num feroz carrossel
E você vai rasgar meu papel
O que está escrito em mim
Comigo ficará guardadoSe lhe dá prazer
A vida segue sempre em frente
O que se há de fazer
Só peço a você um favorSe puder
Não me esqueça num canto qualquer.
( Chico Buarque)

Aprendizagem


" Por trás da mão que pega o lápis,

Dos olhos que olham,

Dos ouvidos que escutam,

Há uma criança que pensa" (Emília Ferreiro)

DEIXE AQUI SEU RECADINHO!